[vlog] Experiência com o Decolar.com

Viajar para o Uruguai de carro foi uma das experiências mais emocionantes que eu tive. E você pode conferir tudo sobre os quatro dias de roadtrip aqui. Todo o nosso passeio foi programado com um mês de antecedência e nós mesmos bancamos os nossos agentes de viagem e reservamos tudo o que queríamos fazer.

Foi no Decolar.com que reservamos o nosso quarto de hotel no Hotel Dazzler. Super bem localizado no bairro Pocitos, atendeu muito bem ~ chegou até a superar  ~ as nossas expectativas. Por isso, gravei um vídeo falando da minha experiência em reservar com o Decolar. com. O intuito é ajudar você, que ainda não utilizou um serviço como esse, a também poder desfrutar dessas comodidade durante a sua viagem.

Anúncios

O incrível ~ e de tirar o fôlego ~ por do sol em Montevidéu

Outro dia, olhando as fotos da viagem a Montevidéu, lembrei que foi lá que vi um dos mais maravilhoso por do sol da minha vida. Eu já havia lido no Viver Uruguay que realmente uma das atividades a serem feitas da capital do Uruguai é assistir ao sol se por. Mas você só  saberá do que estou falando se por lá estiver. Depois daquele feriado, comecei a reparar melhor nas belezas que os finais de tarde nos proporcionam.

por sol

Presenciei o primeiro por do sol no Uruguai, enquanto estávamos na estrada interbalneária, a caminho de Montevidéu. O sol estava lindo, gigante e muito laranja. Parecia que ele beijava a estrada, como às vezes a lua beija o mar. Foi surpreendente.

No outro  dia, acompanhei o dia dar lugar à noite, quase as 21 horas, nas ramblas da praia de Pocitos. Foi um espetáculo. A cada passo que dávamos, um pouco mais do sol se escondia. Se algum dia você for a Montevidéu, reserve um final do dia para apreciar o fenômeno.

20150216_205205

Você sabe de algum outro local em o por do sol é de tirar o fôlego?

O que é necessário para viajar ao Uruguai de carro

Outro dia, li o comentário de algum outro blogger viajante que atravessar fronteiras de carro parece coisa de europeu. Vivemos em um país de dimensões continentais, mas no Sul somos privilegiados em ter a fronteira com o Uruguai e Argentina bem “pertinho” de casa!

Há algumas semanas, venho falando um pouco sobre Montevidéu e a roadtrip ao Uruguai! Entretanto, não comentei sobre o pré-viagem! Não basta apenas pegar o carro e seguir rumo à fronteira! Existe uma série de documentações que você precisa providenciar antes de cair na estrada!

chui estrada Pois bem. Não é preciso dizer que o primeiro ponto é deixar a documentação do carro em dia! Não vá viajar com aos documentos em atraso! Logo depois é necessário providenciar a Carta Verde. Este é um seguro exigido para você trafegar em outros países…

A Carta Verde não é cara. Você consegue encontrá-la em qualquer corretor de seguros a uma média de R$ 80. Hoje, com o dólar nas alturas, acredito que o valor tenha subido um pouquinho. Contudo, muita gente deixa para providenciar este documento na fronteira. Eu acho que não vale a pena. O preço é praticamente o mesmo e quanto antes, menos trabalho você terá.rota 8

Agora preste atenção! Se o carro que você for viajar não estiver no seu nome, é necessário que você providencie uma procuração autenticada em cartório. Além disso, você deve levá-la ao consulado uruguaio. A mesma coisa deve ser você ainda estiver pagando o financiamento.  Para evitar todo este trabalho, viajamos em um carro quitado e no nosso nome!

Toda esta documentação é necessária, caso algum policial pare você na estrada. E por falar em estrada, achei todas muito tranquilas, e não vi um policial sequer pelas estradas! Ah… E não esqueça de encher o tanque com gasolina no lado brasileiro da fronteira. Se aqui está caro, no Uruguai então é sem cogitação!

aduana chui

As ramblas de Montevidéu

Quem investe em infraestrutura, com certeza recebe turistas e empreendedores. Falo isso, porque vivo em uma região voltada para o turismo, mas vejo que pouco municípios realizam obras para tentar buscar os visitantes e investidores. Não basta apenas viver do que a natureza oferece, se não há como chegar até ela.

Esse problema, vejo principalmente nas praias, que não investem na orla. E foi em Montevidéu que constatei a importância deste cuidado. A cidade não tem um mar, mas possui um rio tão extenso quanto. E a margem uruguaia do Rio da Prata é tão cuidada que muita gente aproveita o espaço para caminhar ou levar o cachorro para passear.

rambla2

rambla 1

Em Montevidéu, os calçadões que contornam o Rio da Prata são chamados de ramblas. São mais de 10 quilômetros de extensão, e toda ela com ciclovias! Em Punta Carretas, por exemplo, há grama, bancos para sentar, um farol e muita gente praticando exercícios.

rambla 5Fui em um domingo, e os que não eram turistas, estavam correndo ou praticando algum outro esporte no gramado. Andei de Pocitos a Ciudad Vieja a pé pelas ramblas. Passei por um monumento aos judeus mortos no holocausto, por um clube de golfe, pelo Parque Rodó e por praias. Na parte mais portuária, perto da Ciudade Vieja, as ramblas começam a ficar feias, pois não há atrativos além do próprio calçadão.

rambla 4

O letreiro com o nome da cidade fica pelas ramblas também. Basta caminhar um pouco além de Pocitos. O local é lindo durante o dia, mas é no crepúsculo que fica ainda mais especial!

rambla 6