Cervejaria Lohn Bier, do Sul catarinense, comemora um ano de produção

O que era um hobby de produzir cerveja artesanal em casa, cinco anos atrás, virou o maior empreendimento da família. A história da Lohn Bier começou com o Sommelier e Cervejeiro Richard Westphal Brighenti, sócio proprietário, que queria gastar o tempo fazendo algo que desse prazer e encontrou na cerveja artesanal o que buscava. “O mais interessante da nossa história é que achávamos que eu tinha sido o primeiro da família a fazer cerveja artesanal, mas descobrimos que minha avó paterna fazia cerveja em casa, encontramos uma receita com a letra dela”, conta Richard.

Entre cursos e concursos, Richard continuou sua produção caseira, quando ano passado a família de sua esposa Tatiani Felisbino Brighenti, também sócia e proprietária, resolveu investir em um novo negócio após trinta anos na avicultura, e todos compraram a ideia de Richard: produção de cerveja artesanal.

O nome da cervejaria homenageia o sobrenome da matriarca, de origem alemã. A família reuniu ingredientes como profissionalismo, comprometimento, amor e, em janeiro de 2014, as obras da Cervejaria e do Pub Lohn Bier iniciaram. “Nós pesquisamos e vimos que a cerveja artesanal estava em alta, mas mesmo assim, como em qualquer empreendimento o começo foi complicado. Inicialmente tínhamos capacidade instalada para 16 mil litros e todos colocavam a mão na massa. Até hoje, vou à roça para buscar a cana, que é ingrediente de uma de nossas cervejas”, conta Francisco Felisbino.

Esq para direita Richard, Tatiani, Francisco e Eduardo

Em dez meses a produção foi dobrada para 32 mil litros, atualmente tem capacidade instalada para 64 mil litros e até o fim do ano estará em 128 mil litros. Em um ano de vida, a Lohn Bier comemora uma capacidade instalada oito vezes maior, com nove rótulos e dois prêmios conquistados no Concurso Nacional de Cerveja. “Concorremos com 840 rótulos, sendo que a nossa cerveja Pale Ale, que ganhou medalha de prata, pode ser considerada a grande vencedora, já que ninguém alcançou a medalha de ouro. Este prêmio nos mostra que estamos no caminho certo e nos motiva a buscar cada vez mais a excelência na produção”, diz Tatiani.

A marca de Lauro Müller já conta com distribuidores em toda a região sul catarinense, Florianópolis, Balneário Camboriú, Rio de Janeiro e pela internet em todo o país. Junto à cervejaria tem o Pub Lohn Bier que também comemora este primeiro ano da marca. Além das cervejas e chopes, são servidos pratos, sanduíches e sobremesas preparados por um chef com formação britânica.

Anúncios

Cresce intenção de brasileiros em viajar pelo país

A maior parte dos brasileiros que deseja viajar pelos próximos seis meses escolheu um destino nacional, revela boletim de julho do Ministério do Turismo. O índice atingiu 73,3%, o maior registrado para o mês nos últimos cinco anos.

“O Brasil se coloca como um destino de inúmeras possibilidades, capaz de agradar a todo tipo de viajante”, afirma o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. “Há desde destinos de aventura e ecoturismo até aqueles que privilegiam a cultura”, disse.

Continuar lendo

Comida de rua em Criciúma: os FoodTrucks chegam ao Sul de Santa Catarina

Captura de Tela 2015-06-24 às 14.12.36

Não sou a melhor pessoa para falar sobre comida de rua. Não sou mesmo. Conheço muito bem, e apenas, as carrocinhas de cachorro-quente da minha cidade. Eram várias estacionadas sempre no mesmo lugar ~ que vontade me bateu de comer aquilo. Elas estão lá desde quando nasci e por lá permanecerão.

Mas com o tempo, as comidas de rua foram afetadas pelo “raio goumertizador”. Além da comida se tornar diferenciada, os proprietários também preocupam-se com a aparência dos caminhões. Tudo para chamar a atenção do público para o restaurante sobre rodas.

Continuar lendo

GOL amplia voos para Punta Cana e Santiago entre julho e agosto

Com o intuito de dar mais conforto aos viajantes, entre julho e agosto a GOL ampliará a oferta de voos para Punta Cana, na República Dominicana e para Santiago do Chile, no Chile. Ao todo, serão 28 voos extras, oferecidos semanalmente neste período de férias.

Além da ampliação das operações internacionais, a companhia também expandiu os aeroportos de origens para estes destinos. Hoje, os embarques para Punta Cana são realizados de Guarulhos, Viracopos e do Galeão, no Rio de Janeiro. Após o acréscimo, os embarques podem ser realizados direto de Brasília.

Santiago

Para Santiago do Chile serão  20 voos extras, por semana, com decolagens do aeroporto de Guarulhos, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília e Confins.

TAM libera venda de passagens entre Jaguaruna e Congonhas

Conectar o Sul de Santa Catarina ao restante do Brasil, através da rota Jaguaruna/Congonhas é a nova missão da TAM. O aeroporto Humberto Ghizzo Bortoluzzi aparece no site da companhia aérea desde o final de março, contudo, somente nesta semana a venda das passagens e o valor das tarifas foram liberados.

A expectativa dos administradores do aeroporto é que nos próximo anos, 1 milhão de pessoas passem pelo aeroporto, público provindo do Aeroporto Hercílio Luz, de Florianópolis. Contudo, para os primeiros meses de operações, a expectativa é que cerca de 500 pessoas transitem diariamente pelo local.

PRINT

Os voos entre Jaguaruna e São Paulo ocorrerão de segunda a sexta-feira com saída de Congonhas às 13h10min e chegada ao Humberto Ghizzo Bortoluzzi às 14h30min. O regresso decolando às 15h05min de Jaguaruna e pousa em São Paulo às 16h10min. A operação será com aeronaves Airbus modelo A319, cuja capacidade total é de 144 passageiros.

O trecho pode ser adquirido a cerca de R$ 175 ida e volta.

Pontos extremos do Brasil caem no gosto dos turistas

De dimensões continentais, o Brasil possui uma diversidade de pontos extremos. Entre florestas, montanhas e campos, ir a cada um destes lugares tem caído no gosto dos turistas. O Ministério do Turismo citou algumas opções de roteiros oferecidas por operadoras de turismo e entre elas está Santa Catarina.

É a serrana Urupema a cidade apontada. O município com cerca de 24 mil habitantes se torna atração aos turistas por registrar as menores temperaturas muito baixas. Em 2014, os termômetros marcaram 8 graus negativos na região. Um dos pontos turísticos é o Morro das Antenas, que está a 1759 metros acima do nível do mar. É neste ponto onde há a maior probabilidade do turista ver geada ou neve. Nos dias mais gelados, a cascata aos pés do morro chega a congelar.

Alvorada

O Rio Grande do Sul também é citado e o Chuí é apontado como um dos extremos mais visitados pelos turistas. No pequeno município, que é o ponto mais ao Sul do Brasil, uma das atrações é a curva do Rio Chuí. As águas fazem fronteira com o Uruguai e desembocam no Oceano Atlântico, na Praia da Barra do Chuí. Ali, o que chama a atenção é um farol  e a praia, com 254 quilômetros de extensão que se estende até o Cassino. Além disso, o Chuí também é bem visto para o turismo de compras.

Barra do Chuí